Saber viver é fundamental!


Copa do Mundo 2014
10
ABRIL/ 2014
Campanha Solidária para o Dia do Índio

Envie esta noticia para um amigo



10
ABRIL/ 2014
Semana Literária do Ensino Fundamental

Envie esta noticia para um amigo



10
ABRIL/ 2014
Semana Literária da Educação Infantil

Envie esta noticia para um amigo



9
ABRIL/ 2014
Nossa rede wi-fi já está disponível!

Envie esta noticia para um amigo



18
MARÇO/ 2014
O importante ritual do sono

Texto: Rosely Sayão (Folha de S. Paulo)

Quantas vezes, caro leitor, você precisou dormir cedo por algum motivo e, por mais que tenha tentado, o sono não chegou? E quantas pessoas você conhece, de qualquer idade, que sofrem e reclamam de insônia, permanente ou ocasional, e até tomam drogas para resolver o problema? E quantas vezes você precisou terminar um trabalho, mas o sono não permitiu que você se concentrasse? Isso sem falar das noites mal dormidas por causa de algum problema, conhecido ou nem tanto…

Como seria bom se pudéssemos controlar o sono e também os sonhos, não é verdade? Quem quer ter pesadelo? Mas eles são indomáveis!

Entretanto, mesmo sabendo disso e já tendo sentido na carne a situação, quando se trata de crianças – de nossos filhos – acreditamos que o sono deles possa ser treinado, domesticado, regrado.

Não pode. Ninguém consegue fazer uma criança dormir se ela não tem sono, ninguém consegue fazer uma criança permanecer acordada quando o sono a derruba.

O problema é que, desde que o bebê nasce, os pais já tentam se ocupar da questão e têm à disposição vasta literatura para ajudá-los, isso sem falar dos conselhos, que chegam de todos os lados. Todo mundo quer dormir, esse é o fato, mas se a criança não dorme, os pais também não.

Se o sono é indomável, significa que devemos deixar a criança dormir e acordar a qualquer hora e que os pais precisam se submeter ao ritmo dela? Não, evitemos os extremos.

Podemos ensinar à criança, por exemplo, que algumas situações favorecem o sono e que outras o impedem. Mais do que isso, precisamos antes reconhecer algumas questões importantes nessa equação criança/sono.

A primeira delas é que o sono da criança com menos de seis anos é instável mesmos. Ela pode passar um grande período dormindo muito bem, e logo depois, ficar com o sono totalmente desregulado – pelo menos na visão dos pais. Por que isso acontece?

Nesse período da vida, a criança passa por muitos momentos de crise que perturbam o sono. É o desenvolvimento, são as novas conquistas, são as angústias etc. Por isso, ter paciência e disponibilidade para aceitar o fato são pontos importantes para que os pais possam ajudar a criança a superar essa fase.

Segundo ponto: o ambiente onde a criança dorme é importante. Ele deve favorecr a tranquilidade e não ter muitos estímulos que provoquem a criança ou que a despertem.

E – talvez esta seja a questão mais importante – precisamos ajudar a criança a se preparar para o sono, ou seja, a entender que precisa se recolher. Criar um ritual que ajude a criança a sentir que está se recolhendo par dormir é o que podemos fazer.

Cada família escolhe como construir esse ritual e, dessa maneira, a criança entende que vai se despedir da companhia dos pais por aquele dia e que vai estar consigo mesma daquele momento em diante.

Se o ritual for bom para a criança, ela, mesmo sem sono, aprende – e consegue – a ficar em seu quarto sem exigir a companhia dos pais, sem fazer escândalos etc. Pode apostar que ela consegue!

Mesmo assim, de vez em quando ela pode reclamar. Aí, basta reafirmar a necessidade de seu recolhimento para ajudá-la a encontrar paz.

Por último, uma pequena lembrança: mesmo sem se dar conta, os pais podem colaborar com a dificuldade da criança de dormir bem. Por isso, sempre é bom rever as próprias atitudes quando os filhos ficam com o sono conturbado.

 

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/colunas/roselysayao/2014/03/1423589-o-importante-ritual-do-sono.shtml

 

Envie esta noticia para um amigo



17
MARÇO/ 2014
Carteira de Estudante 2014

Envie esta noticia para um amigo



24
FEVEREIRO/ 2014
Camisas para o Carnaval à venda na secretaria

Tag: , ,

Envie esta noticia para um amigo



17
FEVEREIRO/ 2014
Cronograma (fevereiro e março)

Tag: ,

Envie esta noticia para um amigo



4
FEVEREIRO/ 2014
Memória e tecnologia

Texto: Rosely Sayão (Folha de S. Paulo)

Eu estava em um aeroporto esperando meu voo quando tive a oportunidade de testemunhar uma cena que me fez pensar bastante.

Um garoto de mais ou menos 10 anos andava para lá e para cá muito aflito, sem saber para onde ir, e sua expressão facial mostrava que ele estava prestes a cair no choro. Assim que eu percebi o fato, caminhei em sua direção para tentar ajudar, mas um casal chegou antes e pude ouvir a conversa deles.

O garoto estava no aeroporto acompanhado de um amigo e dos pais dele porque eles iriam viajar para uma praia. Ele havia saído de onde estava acomodado para comprar um lanche e não conseguiu mais encontrar o grupo.

Você já reparou, caro leitor, que shoppings, aeroportos, lojas de departamentos etc. são locais quase todos iguais, sem características próprias? Por isso é tão difícil para uma criança voltar ao mesmo lugar de onde saiu: porque como tudo é muito parecido, ela não consegue identificar onde estava.

Mas agora é que chega a parte mais interessante para refletirmos. O casal aquietou o garoto e disse que bastava o menino informar o número do telefone do amigo que eles ligariam para ele. O garoto, que tinha um celular e o deixara com o amigo, não sabia de memória nenhum número, nem o seu. “Está tudo no meu celular”, justificou.

Claro que, com a ajuda do casal, não foi difícil o garoto se reunir com o seu grupo. O fato, porém, me deu o que pensar. Imediatamente lembrei-me que, quando criança, meus pais me fizeram decorar a seguinte frase: “Meu nome é Rosely Sayão, eu moro na Rua Jaceguai, 462, São Paulo, Capital”. Eles achavam São Paulo uma cidade em que uma criança se perderia com muita facilidade e, cuidadosos, tentaram garantir que eu tivesse informações para que, caso eu me perdesse deles quando fora de casa, tivesse condições mínimas para encontrá-los.

Hoje, com tantos recursos tecnológicos, delegamos a esses aparelhos maravilhosos muito do serviço que fazíamos antes da existência deles. Ao pensar nisso, tentei me lembrar do número dos telefones de amigos próximos e de parentes e tudo o que consegui foi me lembrar de quatro ou cinco números, que nunca mudaram. Os outros estão memorizados pelos meus aparelhos.

Pensei em quantas coisas deixamos de ensinar às crianças, porque a tecnologia resolve isso por nós. Não mais ensinamos a elas, por exemplo, que é muito perigoso abrir a porta do carro em movimento, porque elas estão protegidas pelas travas; não as alertamos para os riscos de uma queda de local alto, porque elas estão protegidas pelas grades, e assim por diante. Não ensinamos mais as crianças a memorizar números de telefones, porque os aparelhos têm cada vez mais memória, justamente para guardar o que antes era responsabilidade da memória humana.

Mas, quando deixamos a cargo do funcionamento dos aparelhos essas e outras tarefas, não consideramos que a vida é feita de falhas –humanas e mecânicas– de inesperados, de acontecimentos inusitados. E, que nesses momentos, o que conta é o conhecimento que a pessoa guardou consigo.

Em educação, os detalhes são importantes. Por isso, pode ser necessário considerar ajudar os mais novos a perceber a importância da memorização de informações que a família considera importante e do auto cuidado, que inclui as noções de risco e de auto proteção. Afinal, aparelhos falham.

 

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/colunas/roselysayao/2014/02/1407179-memoria-e-tecnologia.shtml

 

Tag: , ,

Envie esta noticia para um amigo



23
JANEIRO/ 2014
Saber Viver é Destaque!

 

Confira a lista dos alunos destaques de 2013:

PEDRO COÊLHO
1º Lugar no Colégio de Aplicação UFPE
3º Lugar na Escola do Recife (UPE)
5º Lugar no Colégio Militar do Recife

MARIA EDUARDA LIMA
Medalha de prata na Olimpíada Estadual de Raciocínio Lógico.

PEDRO HENRIQUE FACHIN
Medalha de bronze na Olimpíada Estadual de Raciocínio Lógico.

GUSTAVO TEIXEIRA
Medalha de ouro na Olimpíada Estadual de Raciocínio Lógico.

JOÃO VICTOR BRAGA
Menção honrosa na Olimpíada de Química

IVAN HENRIQUE FERRAZ
Menção honrosa na Olimpíada de Química

MATHEUS MENEZES
Aprovado no Colégio de Aplicação UFPE

Envie esta noticia para um amigo



27
DEZEMBRO/ 2013

O calendário de AVALIAÇÕES FINAIS e os conteúdos de estudo para as turmas do 6º ao 9º Ano já estão disponíveis na seção Circulares de nosso site.

Envie esta noticia para um amigo



23
DEZEMBRO/ 2013
“Mãe, Papai Noel existe?”

Texto: Rosely Sayão (Folha de S. Paulo)

O Natal está aí e muitos pais enfrentam seus filhos, que lhes fazem perguntas ou comentários incômodos: “Papai Noel existe de verdade ou é de mentirinha?” “O Mateus ainda acredita no Papai Noel, coitado. Ele não existe, não é, mãe?” “O Papai Noel é o papai, não é, mãe?”.

Alguns pais não têm dúvida alguma quanto à resposta a dar a seus filhos. Dizem que ele não existe, e ponto final. Alguns até avançam fazendo comentários sobre o consumo exagerado nessa época etc. Mas o problema é que os filhos persistem nos comentários e, mesmo obtendo as mesmas respostas dos pais, voltam ao assunto com frequência.

Esse fato preocupou muito uma jovem mãe, cuja filha está prestes a fazer sete anos, porque a garota está com dúvidas e quer que sua mãe lhe garanta a existência da figura.

Mesmo com a palavra dada da mãe de que agora que ela cresceu já sabe que o Papai Noel não existe, depois de um tempo a menina refaz a pergunta de outros modos. “O que ela quer que eu responda?”, me perguntou essa mãe.

Outra mãe chegou a brigar com o filho de cinco anos porque o garoto insiste na crença da figura natalina, o que a mãe não quer. “Gosto mais de falar a verdade de tudo para ele”, comentou ela.

Para começo de conversa, a existência dessa figura não tem relação com a verdade, ou melhor, com a realidade. O Papai Noel é uma figura, para a criança, igual às que vivem nos contos que elas ouvem, como animais que falam, bruxas e fadas, princesas encantadas, duendes etc.

Todas são figuras míticas que habitam o imaginário da criança e que estimulam sua criatividade, intensificam emoções prazerosas e/ou dolorosas e colaboram para que muitas angústias sejam elaboradas.

Você já tentou, caro leitor, convencer uma criança de que não há monstro algum em seu quarto, à noite? Ninguém consegue se o caminho tomado pelo adulto for o da realidade. Entretanto, se a solução contemplar a fantasia e a mágica do universo infantil, fica mais fácil.

Eu sempre me lembro com muita admiração da solução que o pai de um garoto de quatro anos encontrou para acabar com o monstro que impedia o sono da família todas as noites. Depois de tentar provar ao filho que o tal monstro não existia, ele decidiu entrar na fantasia do filho. Comprou uma espada de plástico e disse ao filho que ela era mágica, feita para espantar monstros.

Deixou a espada ao lado da cama do filho e orientou o garoto a usar a espada caso o monstro aparecesse. Mágica: depois disso, a família voltou a dormir sossegada.

Com o Papai Noel é a mesma coisa. Creio que as crianças não querem uma resposta para o fenômeno, no qual elas acreditarão independentemente da postura da família. Quando elas perguntam, talvez tudo o que elas peçam seja a possibilidade de uma conversa com seus pais a respeito de seu crescimento, de suas fantasias ou até mesmo da despedida delas.

Elas querem saber, por exemplo, como substituir a figura do Papai Noel. E é importante que elas saibam que podem fazer isso, pois a figura traz em si uma ideia: a de que alguém quer fazer a alegria de outro alguém nesse dia.

Mas, para que isso ocorra, os pais precisam se interessar verdadeiramente pelo que seus filhos têm a dizer, escutar com interesse suas ideias sem moralizar, considerar suas hipóteses e, principalmente, achar que o que eles dizem é importante.

 

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/colunas/roselysayao/2013/12/1386594-mae-papai-noel-existe.shtml

Tag: ,

Envie esta noticia para um amigo



16
DEZEMBRO/ 2013
Casa perfeita. Com crianças?

Texto: Rosely Sayão (Folha de S.Paulo)

Você já reparou, caro leitor, que em cenas de novelas e filmes em que há a presença de personagens infantis, nunca há vestígios da presença de crianças nas casas? Sofás claros sem nenhuma mancha, vasos com plantas lindas e viçosas, enfeites delicados feitos com material muito vulnerável, como cristal ou vidro, por exemplo. Tudo intacto. Diferentemente das casas em que moramos, em que crianças fazem a maior bagunça, não é verdade?

Assim tem sido já há um bom tempo. Talvez, desde que o mundo do espetáculo tomou conta de nossas vidas e que famosos mostram, com orgulho, fotos de suas casas. Impecáveis, por sinal.

O corpo e a casa dos famosos têm sido uma pedra no sapato de quem vive a vida como ela é. A aparência é tudo, não é? Por isso, queremos, a todo custo, uma casa semelhante às fotos que vemos em revistas.

O problema que nos impede: temos crianças em casa. E crianças querem ver o que há embaixo da planta que a sustenta firme e forte em pé no vaso, querem saber o que acontece quando um enfeite cai no chão, desabam no sofá quando querem assistir à televisão ou, apenas, descansar. Aliás, como nós, quando chegamos em casa. A diferença é que eles não sabem controlar o corpo, ainda.

Não é à toa que a palavra lar caiu em desuso. Lar –que evoca família, uso da casa, convivência, afetividade– foi substituída por casa. Queremos uma casa bonita, perfeita. Ou quase.
Lena Gino já antevia esse movimento e, em seu poema “Casa Arrumada”, diz: “…casa, para mim, tem que ser casa e não um centro cirúrgico, um cenário de novela…. Sofá sem mancha? Tapete sem fio puxado? Mesa sem marca de copo? Tá na cara que é casa sem festa”. Sem criança, acrescento.

Por conta desse anseio do mundo contemporâneo, muitas mães e pais estão às voltas com a questão de como ensinar o filho a arrumar as suas coisas. Ensinar talvez não seja a palavra certa. Exigir cai melhor.

Em uma rede social da qual participo, um post fez sucesso nos últimos dias. Uma tabela, feita por um pai, mostra os descontos de mesada que o filho sofre ao deixar de fazer o que ele considera necessário. Além das questões escolares, prioridade dos pais na atualidade, a mesada será descontada se o filho deixar a casa desarrumada.

Então, vamos lembrar: crianças com menos de cinco anos, mais ou menos, não são capazes de organizar suas coisas. Aprendem ajudando –ajudando!– seus pais, que são os responsáveis pela arrumação. Dos brinquedos, inclusive.

Elas também não conseguem se conter quando querem explorar o mundo. E a casa em que moram é seu mundo! Por isso, com criança pequena em casa, é melhor recolher enfeites preciosos e plantas. E esquecer do sofá claro todo limpo.

Depois dos cinco anos, ela já consegue se organizar, mas com a ajuda de seus pais, e não com tabelas punitivas. Ela arruma, e seus pais ajudam.

Finalmente, na adolescência: os filhos podem ser responsabilizados pela própria organização e pelo respeito aos ambientes comuns da casa, mas ainda com a tutela dos pais. Não adianta querer que eles se comportem como adultos!

Você já tinha se dado conta, caro leitor, de como nosso estilo de vida afeta a educação que damos aos filhos e a convivência com eles?

 

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/colunas/roselysayao/2013/10/1356679-casa-perfeita-com-criancas.shtml

Tag: ,

Envie esta noticia para um amigo



16
DEZEMBRO/ 2013
Participe da campanha Natal Solidário com doações de fraldas descartáveis

Tag: , ,

Envie esta noticia para um amigo



9
DEZEMBRO/ 2013
Natal é oportunidade para exercitar e ensinar a solidariedade aos filhos

Texto: Ana Cássia Maturano (Portal G1)

Dividir o que se tem, desapegar-se de suas posses ou simplesmente dar algo para alguém que realmente precisa, são frases bonitas e ações nem sempre tranquilas de serem praticadas.

Somos um pouco assim. Ao observarmos as crianças bem pequenas, é fácil perceber que compartilhar suas coisas é algo difícil. Quase que impossível. Às vezes, teimam em convidar um amiguinho para brincar, mas na hora H, bem… Nada de emprestar os brinquedos. Quanto mais novas são, mais difícil é. Alguns pais se sentem envergonhados e chegam a pensar que o filho não é uma boa pessoa.

Nem boa e nem ruim, apenas egocentrada. Ao nascer, temos a nítida percepção de sermos o mundo, para depois nos percebemos simplesmente o centro do mundo. Então, tudo o que temos, é como se fizesse parte da gente. Se dermos para o outro a sensação é de que nunca mais recuperaremos – ficaremos com algo faltando.

Com o desenvolvimento emocional e intelectual sadios, as coisas vão mudando e temos a consciência de que podemos abrir mão de muitas coisas, que o outro existe e podemos compartilhar o que temos. Percebemos que apenas fazemos parte do mundo.

Alguns parecem nunca conseguir atingir este grau de desenvolvimento. Vemos crianças maiores, e até adultos, que ainda não podem e nem sabem dividir. Faltou-lhes, muitas vezes, oportunidades de praticar e exemplos a seguir.

Nesta época do ano, em que o sentimento de solidariedade está exacerbado, pode ser interessante iniciar o exercício de se desfazer daquilo que não mais é necessário. Que tal os próprios pais fazerem um balanço do que possuem, para identificarem o que não é mais necessário, mas ainda pode ser aproveitado? Não estou falando de coisas estragadas, essas devem ir para o lixo. Os programas televisivos de arrumação de casa geralmente propõem caixas para que seja feita a seguinte separação: o que vai ser doado, o que permanecerá e aquilo que irá para o lixo.

Realizar a atividade com entusiasmo pode ser um bom incentivador para que a criança faça o mesmo. Sugira isso com seus brinquedos. Afinal, ganhará muitos no natal e alguns nem são mais para a idade dela.

Lembrar que muitos não têm nada, e o que receberem fará diferença em suas vidas, deve ser dito aos pequenos. Pois é verdade. Conheço um homem que nunca se esqueceu de sua primeira bicicleta, que era de segunda mão.

Não basta separar, temos que planejar para quem doar. Algo que deve ser feito junto com a criança, para que ela tenha validada a ideia de que muitos não têm quase nada. Devemos começar ajudando aqueles que estão perto de nós. Um parente, um amigo ou um funcionário. Ou então, juntos procurarem uma instituição para levar as doações. Sempre com o cuidado de que estejam em bom estado.

Encontrada a pessoa ou instituição, a criança deve, ela própria, acompanhada dos pais, levar sua doação. É importante que veja o efeito de seu ato no semblante do outro. O que validará ainda mais sua ação: “Mamãe não inventou nada, é tudo verdade. Existem pessoas necessitadas e que ficaram felizes com o que ganharam.”

Se a criança resistir, não a obrigue. Não desista, porém. Dizer e mostrar que algumas pessoas têm dificuldades jamais imaginadas por ela, pode ser um choque de realidade. Mas não é dela que estamos falando: se alguns têm muito, inclusive coisas que nem precisam; outros quase nada têm.

Não espere que assim seu filho vá mudar completamente. A semente, no entanto, estará plantada. E ele também se tornará Papai Noel. Não aquele da barba branca, e sim aquele que propicia um sorriso no rosto de alguém.

 

Fonte: http://g1.globo.com/platb/dicas-para-pais-e-filhos/2013/12/02/natal-e-oportunidade-para-exercitar-e-ensinar-a-solidariedade-aos-filhos/

Tag: , ,

Envie esta noticia para um amigo



2
DEZEMBRO/ 2013
Aprender

Texto: Rosely Sayão (Folha de S.Paulo)

Há muitos pais que reclamam do comportamento dos filhos em relação à vida escolar. Em geral, porque eles não se esforçam, acham muito chato aprender e dizem que não gostam de estudar; também porque resistem até o fim para sentar em casa e realizar a tarefa e/ou rever a matéria; e porque não conseguem prestar atenção. Além desses, há os que afirmam que o filho apresenta “dificuldade de aprendizagem”.

Em relação a essa última questão, é preciso considerar que essa frase é vazia, sem sentido. Aprender algo novo é sempre difícil, por mais que a pessoa queira ou goste. Para aprender, é preciso reconhecer a própria ignorância, e isso tem sido cada vez mais difícil no nosso mundo.

Em resumo: todos nós temos dificuldades de aprendizagem, por isso seria interessante deixarmos de lado esse rótulo quando nos referimos aos mais novos.

Retomemos as primeiras razões das reclamações dos pais e vamos pensar no quanto eles mesmos colaboram para que tudo aquilo aconteça com o filho, sem que eles percebam sua contribuição.

E, de largada, vamos lembrar: quando a criança inicia seus estudos formais, ela terá de persistir, se esforçar, encarar o erro e procurar não repeti-lo, aprender a “grudar a bunda na cadeira” cada vez por mais tempo e a seguir um processo.

A maioria dos pais reconhece tais requisitos mas, na hora de tentar passar aos filhos, comete um equívoco: o de dizer à criança o que ela precisa fazer, na esperança de que ela apreenda as lições dos pais e passe a aplicá-las nos estudos. Costuma ser em vão essa estratégia, porque as crianças continuam com os mesmos comportamentos.

É que elas precisam aprender isso com os pais no cotidiano. Para ilustrar essa questão, vou usar um exemplo muito presente na vida dos mais novos: os convites para comparecer a festas de aniversários. Aliás, nunca antes as crianças tiveram tantas demandas para eventos sociais. Será bom para elas essa alta frequência? Ainda não sabemos.

Qual costuma ser o comportamento das crianças em relação aos convites que recebem? Primeiramente, elas não pensam se querem mesmo ir ou não. Desconfio que elas acham que o comparecimento a essas festas é obrigatório, como ir à escola.

Elas não pensam porque os pais não as levam a isso. Perguntar ao filho qual ou quais motivos ele tem para querer ir à festa pode ser um bom começo. Ele gosta do colega? Tem boa convivência com ele? Quer brincar com outras crianças? Entretanto, o motivo mais utilizado, o de que “todo mundo vai”, não deve ser suficiente para convencer os pais.

Depois disso, sair em busca de um presente para o colega. Pensar na idade dele, do que ele gosta, de suas características, usar uma faixa de preço para escolher, ir com os pais até a loja e –por que não?– contribuir com parte de sua mesada são questões que também ajudam a criança a vivenciar um processo do começo ao fim dele.

Ir a uma festa exige uma preparação: não é apenas ir e se divertir, não é verdade?

Muitas crianças só se defrontam com os processos da vida na escola e, por isso, resistem tanto, reclamam tanto, acham tão chato. A escola tem sido, para muitas delas, a única instituição a exigir delas dedicação, esforço, perseverança, espera, contenção, planejamento etc.

Desde antes dos sete anos a criança já pode, em família, começar a vivenciar todas essas questões. Afinal, pertencer a uma família já é um processo que exige muito, não é?

Mas parece que temos deixado a criança concluir que pertencer a uma família é puro desfrute e que aprender algo deve ser fácil.

 

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/colunas/roselysayao/2013/11/1366917-aprender.shtml

Tag: ,

Envie esta noticia para um amigo



17
OUTUBRO/ 2013
Prática do tênis é vivenciada no colégio

Os alunos do 4º e 5º Anos vivenciaram uma aula com a equipe da Tennis Kids, que apresentou um método inovador no ensino do tênis para as crianças. A prática, que se dá de maneira fácil e lúdica, inclui material totalmente adaptado: raquetes, bolas, redes e quadra. O objetivo da Tennis Kids é despertar o interesse da criança pelo esporte desde cedo, incentivando um estilo de vida mais saudável.

O Saber Viver fechou uma parceria com a empresa, que está oferecendo desconto aos alunos do colégio. Os interessados devem entrar em contato através dos seguintes telefones: 8839.4382 ou 9526.2728.

Tag: , ,

Envie esta noticia para um amigo



1
OUTUBRO/ 2013
Mostra do Saber será realizada nos dias 4 e 5 de outubro

Tag: ,

Envie esta noticia para um amigo



30
SETEMBRO/ 2013
Saber Viver no Diario de Pernambuco

Guia de escolas 2013 DIARIOdePERNAMBUCO Recife, sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Reinterpretando o mundo

Projetos de incentivos à leitura são diferenciais na formação.

Desenvolver o hábito da leitura é algo que precisa começar cedo. Já nos primeiros anos os pais podem estimular os filhos com livrinhos dos mais diversos formatos e até para serem usados como uma grande brincadeira na banheira. Também nas escolas o incentivo já começa na Educação Infantil. Nessa faixa é preciso criatividade para despertar a curiosidade pelo mundo dos livros.

Uma iniciativa que deu certo e está em sua segunda edição foi a Feira Literária do Colégio Saber Viver, no Espinheiro. Participam as turmas do Infantil e Ensino Fundamental I e II com o objetivo de fazer essa aproximação dos pequenos com o universo literário. No evento acontece uma feira de livros infanto-juvenis, palestras com autores e contação de histórias. Nos anos anteriores acontecia apenas a exposição e venda dos livros, o novo formato trouxe mais interação e entusiasmou os alunos nos três dias do evento. “Nós fortalecemos o lado pedagógico da feira com essas alterações. Os alunos fazem visitas guiadas com os professores e têm momentos de leitura dentro do colégio. O estímulo dado aos alunos é muito maior desta forma”, explica Regina Barreto, orientadora pedagógica do Ensino Fundamental I.

Além das edições da Feira Literária, o Saber Viver adota outros projetos para estimular o prazer pela leitura. Um exemplo é a iniciativa de promover alguma atividade que aproxime os alunos do livro paradidático que eles estão lendo no momento. Recentemente, os estudantes do 5º ano receberam um árbitro da Federação Pernambucana de Futebol para conversar, após a leitura do livro Armandinho, o juiz, de Ruth Rocha. Com o mesmo objetivo, os alunos do 2º ano foram com as professoras à cantina do colégio para preparar um bolo de chocolate igual ao do livro Chapeuzinho Amarelo, de Chico Buarque.

_____________________________________________________________________________________________

Guia de escolas 2013 DIARIOdePERNAMBUCO Recife, sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Sensibilidade para revelar talentos

Levar as artes para a escola é uma forma de redesenhar o mundo ao redor da criança e explorar suas significações

Aproximar os alunos das diversas expressões artísticas e culturais é o papel realizado de forma cada vez mais dinâmica pelas escolas.  Seja nas aulas de artes que hoje já propõem um leque mais amplo – do balé clássico ao popular, das artes cênicas aos trabalhos com reciclados – até os projetos especiais que costumam atrair muito a atenção dos alunos.

O Colégio Evolução, em Candeias, decidiu dedicar o ano de 2013 a todos os tipos de expressões artísticas, através do projeto Vivenciando as artes. A Educação Infantil ficou com a área de música, dentro dela as crianças aprenderam sobre ciranda, frevo, cantigas de roda, baião e xote. Claro, culminando com suas apresentações na Feira de Conhecimentos que acontecerá em novembro.

Para as turmas de Ensino Fundamental e Médio uma variedade de temas: circo, teatro, cinema, fotografia, literatura além de fazerem um mergulho no uni verso de artistas de renome como Romero Britto, Brennand e Oscar Niemeyer. “Eles estão muito empolgados porque nessa fase de preparação há toda uma vivência da temática, com aulas de campo, a escola de circo, museus, e eles também vão produzir Música, dança, teatro, artes plásticas. Vasto universo encanta todas as idades os resultados. Teremos painéis, stands, apresentações de dança, teatro, música e vídeos produzidos pelas turmas que estão estudando cinema”, sintetiza Sandro Oliveira, diretor do Colégio.

DIVERSIDADE

No Colégio Saber Viver, no Espinheiro, as aulas de arte também são contextualizadas com diversas temáticas. Um exemplo foi o tema África, onde participaram turmas do 6º ao 9º ano. A culminância foi no Dia da Consciência Negra com apresentações dos trabalhos nas áreas de culinária, musicalidade, ritmos e danças, apresentações de capoeira, vídeos e músicas, entre outras.

Os alunos também costumam fazer aulas de campo com visitas a museus e exposições. Recentemente foram conhecer o Museu do Mestre Vitalino em Caruaru e o Museu do Homem do Nordeste. O colégio prioriza a diversidade cultural. Na área de música há grupos de balé clássico e também de balé popular além do coral da escola.

“Cada faixa etária vivencia as artes com abordagens adequadas dentro do seu universo, os pequenos, por exemplo, estão aprendendo agora como se fazem as artes, os resultados desses projetos são sempre surpreendentes”, diz a coordenadora do Ensino Fundamental, Socorro Lira.

Tag: , , , ,

Envie esta noticia para um amigo



24
SETEMBRO/ 2013
Saber Viver no Jornal do Commercio

Especial Educação – 24/09/2013

Ler é mais que decorar sílabas

ENTENDIMENTO É comum encontrar pessoas que sabem decodificar as letras, mas não compreendem o sentido do que leem

Juliana Ângela
Especial para o JC

“Repitam comigo: ba, be, bi…”, era dessa forma que muitos professores ensinavam a ler e escrever. Assim, de maneira mecânica e descontextualizada, os estudantes acabavam sendo alfabetizados repetindo sílabas incansáveis vezes e escrevendo frases soltas, sem significado no seu cotidiano. Mas esse panorama vem se modificando. Os professores estão percebendo que não basta ensinar a leitura e a escrita enquanto código, relacionando os sons às letras. É preciso tornar os alunos capazes de compreender o significado dessa aprendizagem, para usá-la no dia a dia de forma a atender às exigências da própria sociedade.

O MEC, por meio do Pacto Nacional para a Alfabetização na Idade Certa, indica que a meta das escolas é alfabetizar os alunos até os 8 anos. Preocupados em fazer com que as crianças leiam e escrevam logo cedo, muitas escolas priorizavam a decodificação da língua, acreditando que assim os alunos seriam automaticamente capazes de entender os textos que leem. Pesquisadores e educadores mostram, entretanto, que isso é um equívoco. Hoje muitas pessoas sabem decodificar palavras, mas não compreendem o que estão lendo. A forma como as crianças são alfabetizadas nas séries iniciais tem implicações no seu desenvolvimento nos anos seguintes.

Ensinar a ler e a escrever deve ir além de orientar a decorar as sílabas. “Cerca de 15 anos atrás, por exemplo, bastava a pessoa decodificar frases simples. Hoje a sociedade exige pessoas criativas e proativas, que saibam fazer relações entre conhecimentos e que sejam capazes de trabalhar intertextualidade, ler um jornal e fazer relação com outro texto como uma propaganda, por exemplo. Esse trabalho parte de uma escola que esteja antenada a essas necessidades”, afirma a orientadora educacional Regina Santos.

As atividades desenvolvidas nesse colégio para iniciar os alunos no mundo da leitura e escrita visam mostrar, em primeiro lugar, o uso social dos mais variados gêneros textuais. No 1º ano do ensino fundamental os estudantes estão praticando o uso do bilhete, entendendo primeiramente o que é e qual a função desse gênero na sociedade. Em seguida produzem bilhetes para familiares e amigos, relacionando a escrita a situações da realidade de cada um. Atividades semelhantes foram desenvolvidas quando aprenderam a usar listas. Fizeram listas de convidados para festa de aniversário ou lista de doces que queriam na festa, que são os tipos de listas mais significativas para eles. “Quando a gente trabalha com as crianças a escrita de listas e bilhetes, por exemplo, elencamos os conteúdos de forma significativa. São crianças que estão desvendando um mundo de práticas sociais linguísticas. Com esse trabalho, a maioria dos alunos percebe o uso social dos gêneros textuais e começa a aplicá-los no cotidiano. Assim, a escrita desses gêneros é aprendida de forma natural porque surge da necessidade de usá-los”, explica a orientadora educacional.

Foi em um supermercado do bairro que a professora Ana Cecília Melo explorou com seus alunos do 1º ano competências e habilidades interpretativas. Eles levaram uma quantia em dinheiro e durante duas horas fizeram compras observando postura de consumidor, importância de ver a validade dos produtos, e para que serve a nota fiscal, além da aplicação da matemática na hora de comparar preços, pagar e receber o troco. Essa vivência de práticas sociais possibilita aos alunos um conhecimento significativo e interdisciplinar, essenciais na produção dos variados textos. O próximo passo é a produção de texto, que pode ser um cartaz coletivo onde as crianças colocam suas impressões para comunicar o que aprendeu. A preocupação em escrever corretamente muitas vezes surge da necessidade do próprio aluno. Depois desse momento, a professora pergunta o que cada um quis dizer com determinada frase, ensina a grafia correta e ajuda as crianças a reescrever o texto. “Mais importante do que ensinar ao aluno do 1º ano a escrever a palavra corretamente é estimular a criatividade e fomentar ideias”, diz a professora Ana Cecília Melo.

LETRAMENTO

O desenvolvimento de habilidades para utilizar a leitura e a escrita no cotidiano tem sido temática recorrente de escritores e pesquisadores da área de educação. A proposta atual é que a alfabetização seja realizada em conjunto com o letramento. Mas qual a diferença entre um e outro? Alfabetização, de um modo geral, é ensinar tecnicamente a ler e escrever. Já o letramento, de acordo com vários pesquisadores, está relacionado às questões históricas e sociais envolvidas na leitura e escrita. Djário Dias, mestre em educação e pesquisador no Centro de Estudos em Educação e Linguagem da UFPE, esclarece que o ensino baseado no letramento busca trazer para a sala de aula os textos do dia a dia do estudante. “Letramento é interagir através da leitura, emocionar-se com poemas, ler jornais, revistas, histórias em quadrinhos. Hoje, alfabetização e letramento devem se completar”, afirma o pesquisador. O que os especialistas recomendam é que os professores devem alfabetizar letrando, ensinando a ler e a escrever no contexto das práticas sociais.

Tag: , ,

Envie esta noticia para um amigo



8
AGOSTO/ 2013
Saber Viver recebe doações para vítimas do incêndio nos Coelhos

Tag:

Envie esta noticia para um amigo



30
JULHO/ 2013
Volta às aulas para todas as turmas no dia 1º de agosto!

Envie esta noticia para um amigo



3
JULHO/ 2013
Saber Viver no Diario de Pernambuco

A matéria tratou sobre a aula prática de educação monetária realizada pelas professoras do 1º Ano no supermercado Extra, no dia 31 de maio.

Tag: , , ,

Envie esta noticia para um amigo



25
JUNHO/ 2013
Inscrições abertas para a Colônia de Férias

O mês de julho se aproxima e estamos abrindo as inscrições para a nossa Colônia de Férias! Serão três semanas de atividades, que ocorrerão das 8h às 12h. A faixa etária da nossa Colônia compreende alunos do Ninho ao 5º Ano. Também é possível a inscrição de alunos de outros colégios. Os interessados devem comparecer à secretaria do Colégio.

Seguem mais informações no cartaz abaixo e ficamos à disposição para tirar dúvidas por e-mail (comunicacao@escolasaberviver.com.br) ou telefone (81-3241.0289).

Tag:

Envie esta noticia para um amigo



25
JUNHO/ 2013
Informações sobre o Simulado SSA

Tag: ,

Envie esta noticia para um amigo



19
JUNHO/ 2013
ALTERAÇÃO DO HORÁRIO DA FESTA JUNINA

Prezados pais e/ou responsáveis,

Informamos que, devido ao crescimento da manifestação popular que está planejada para ocorrer amanhã no Recife, decidimos alterar os horários de nossa festa junina. Nossa decisão visa a proporcionar-lhes mais segurança e conforto nos trajetos de ida e volta, visto que a manifestação tomará várias vias da cidade. Seguem abaixo os novos horários:

Educação Infantil
Concentração: 8h30
Início das apresentações: 9h

Ensino Fundamental
Concentração: 10h30
Início das apresentações: 11h

Aproveitamos para ressaltar que o local da comemoração é o Teatro Guararapes, no Centro de Convenções.
Contamos com a compreensão e a alegria de todos para vivenciar a linda festa que preparamos!

Atenciosamente,
a Direção

Tag: ,

Envie esta noticia para um amigo



4
JUNHO/ 2013
Informações sobre a AP2

O calendário de avaliações e os conteúdos de estudo para as turmas do 2º ao 9º Ano já estão disponíveis na seção Circulares de nosso site.

Tag: , ,

Envie esta noticia para um amigo



20
MAIO/ 2013
Informações sobre a REC1

O calendário de avaliações e os conteúdos de estudo para as turmas do 2º ao 9º Ano já estão disponíveis na seção Circulares de nosso site.

Tag: ,

Envie esta noticia para um amigo



20
MAIO/ 2013
Grupo Artrelando faz apresentação para os alunos

O Artrelando, projeto da Organização de Auxílio Fraterno do Recife (OAF-Recife), é formado por crianças e adolescentes das comunidades dos Coelhos, Coque e Joana Bezerra. O grupo faz uma apresentação que mistura música com ditos e brincadeiras populares. Aqui no Saber Viver, eles foram assistidos nas duas unidades. Os expectadores adoraram, principalmente a parte das charadas!

Tag: , ,

Envie esta noticia para um amigo



6
MAIO/ 2013
Confira a programação de Dia das Mães do Colégio

Dia 07/05 (terça-feira):
7h15 –  1º Ano (turmas da manhã)
7h30 – Infantil  II (turmas da manhã)

Dia 08/05 (quarta-feira):
7h15 – 2º e 3º Anos – (turmas da manhã)
7h30 – Infantil I (turmas da manhã)
13h15 – 1º ao 3º Ano (turmas da tarde)

Dia 09/05 (quinta-feira):
7h15 – 6º ao 9º Ano (turmas da manhã)
7h30 – Ninho e Maternal (turmas da manhã)
13h15 – 6º ao 9º Ano (turmas da tarde)

Dia 10/05 (sexta-feira):
7h15 – 4º e 5º Anos (turmas da manhã)
7h30 – Infantil III (turmas da manhã)
13h15 – 4º e 5º Anos (turmas da tarde)
13h30 – Ninho ao Infantil III (turmas da tarde)

*A comemoração será realizada na unidade em que o aluno tem aula

Tag:

Envie esta noticia para um amigo



6
MAIO/ 2013
Alunos celebram a matemática

O Dia Nacional da Matemática é comemorado em 6 de maio, de acordo com lei aprovada pelo Congresso Nacional em 2004. A escolha desse dia tem como motivação a data de nascimento do professor Julio César de Mello e Souza, mais conhecido como Malba Tahan. Nascido no Rio de Janeiro, ele é o autor de um dos maiores sucessos literários de nosso país, o romance O Homem que Calculava, já traduzido em doze idiomas.

Embora Malba Tahan tenha publicado ao longo de sua vida cerca de 120 livros sobre matemática recreativa, didática da matemática, história da matemática e literatura infanto-juvenil, atingindo tiragem de mais de dois milhões de exemplares, pouca gente sabe que ele era brasileiro.

Para celebrar essa data, o Colégio Saber Viver convidou uma equipe de monitores do Espaço Ciência para desenvolver atividades com os alunos do Ensino Fundamental I. O objetivo foi divulgar a matemática como parte do patrimônio cultural da humanidade, mostrando que ela foi criada e vem sendo desenvolvida pelo homem em função de necessidades sociais.

Tag: , ,

Envie esta noticia para um amigo



17
ABRIL/ 2013
Começou hoje a Semana Literária 2013

Tag: ,

Envie esta noticia para um amigo



11
ABRIL/ 2013
Informações sobre a AG1

O calendário de avaliações e os conteúdos de estudo para as turmas do 2º ao 9º Ano já estão disponíveis na seção Circulares de nosso site.

Tag: ,

Envie esta noticia para um amigo



8
ABRIL/ 2013
Colégio recebe doações de água mineral até o dia 19 deste mês

Tag:

Envie esta noticia para um amigo



27
MARÇO/ 2013
Tabela de jogos – JISV 2013 (Ensino Fundamental II)

6º e 7º Anos

Dia 02/04 (terça-feira)
8h50 às 9h20 – atletismo feminino
9h20 às 9h50 – atletismo masculino
9h50 às 10h30 – basquete feminino
9h50 às 10h30 – vôlei de quadra masculino
9h50 às 10h30 – beach soccer masculino
10h30 às 11h10 – basquete masculino
10h30 às 11h10 – vôlei de quadra feminino
10h30 às 11h10 – beach soccer feminino
11h10 às 12h – queimado 4 partes feminino
11h10 às 12h – queimado 4 partes masculino

Dia 03/04 (quarta-feira)
8h50 às 9h20 – cabo de guerra feminino
9h20 às 9h50 – cabo de guerra masculino
9h50 às 10h30 – futsal feminino
9h50 às 10h30 – futsal masculino
9h50 às 10h30 – vôlei de praia masculino
10h30 às 11h20 – handebol feminino
10h30 às 11h20 – handebol masculino
10h30 às 11h20 – vôlei de praia feminino

8º e 9º Anos

Dia 05/04 (sexta-feira)
8h50 às 9h20 – atletismo feminino
8h50 às 9h20 – cabo de guerra masculino
9h20 às 9h50 – cabo de guerra feminino
9h20 às 9h50 – atletismo masculino
9h50 às 10h30 – vôlei de quadra masculino
9h50 às 10h30 – basquete feminino
9h50 às 10h30 – beach soccer masculino
10h30 às 11h20 – vôlei de quadra feminino
10h30 às 11h20 – basquete masculino
10h30 às 11h20 – beach soccer feminino

Dia 08/04 (segunda-feira)
8h50 às 9h30 – futsal masculino
8h50 às 9h30 – vôlei de praia feminino
9h30 às 10h10 – futsal feminino
9h30 às 10h10 – vôlei de praia masculino
10h10 às 10h50 – handebol masculino
10h10 às 10h50 – queimado 4 partes feminino
10h50 às 11h30 – queimado 4 partes masculino
10h50 às 11h30 – handebol feminino

Tag: ,

Envie esta noticia para um amigo



26
MARÇO/ 2013
Esta semana, só haverá aula até quarta-feira (27/03)

A alteração é devida ao feriado de Páscoa. As aulas serão retomadas na próxima segunda-feira (01/04).

Envie esta noticia para um amigo



14
MARÇO/ 2013
Representantes de turma 2013

As eleições deste ano já foram concluídas. Segue abaixo a lista dos representantes eleitos:

1º Ano A: Bruna Velozo e Letícia Lima
1º Ano B: Maria Júlia e Larissa Galindo
1º Ano C: Maria Clara e Carolina Borges
1º Ano D: Artur Frederico e Bernardo Lima
1º Ano E: Pedro Jucá e Rafael Batista
1º Ano F: Bella Oliveira e Giovana Cavalcante

2º Ano A: Lucas Ventura e Arthur Batista
2º Ano B: Mel Barreto e Thayná da Silva
2º Ano C: Maria Eduarda Cruz e Maria Clara
2º Ano D: Maria Júlia e Ana Luíza

3º Ano A: João Manoel e Gabriel Mansur
3º Ano B: Maria Luísa e Maria Clara
3º Ano C: Emanuelle Silva e Maria Carla
3º Ano D: Davi Brilhante e Gabriel Moreira
3º Ano E: Felipe Farias e Bruno Henrique

4º Ano A: Maria Eduarda Dantas e Ana Luiza Oliveira
4º Ano B: Maria Ana Fonseca e Júlia Acioly
4º Ano C: Davi Lins e Renan Costa
4º Ano D: Júlia Tabosa e Giovanna Rodrigues

5º Ano A: Bruna Barbosa e Maria Luiza Barbosa
5º Ano B: Maria Eduarda Patu e Ana Carolina César
5º Ano C: Mateus Cardoso e Gustavo Pinto

6º Ano A: Maria Luísa e Ananda Cristina
6º Ano B: Lívia Nóbrega e Maria Clara

7º Ano A: Bárbara Pinheiro e Júlia Farias
7º Ano B: Maria Eduarda e Mariane Barbosa

8º Ano A: João Vinícius e Lucas Cavalcante
8º Ano B: Mayara Correia e Maria Beatriz

9º Ano A: Pedro Henrique e Luigi Matheus
9º Ano B: Caio Mateus e José Raphael

 

 

Tag: ,

Envie esta noticia para um amigo



12
MARÇO/ 2013
Material de Ciências para alunos do 8º Ano

O professor Rodrigo Acácio disponibilizou em seu blog as apresentações das últimas aulas. Seguem os links para download:

Citologia – http://www.sendspace.com/file/4bf92f

Histologia – http://www.sendspace.com/file/j3eb1y

Gêmeos – http://www.sendspace.com/file/gzgowd

Tag: , ,

Envie esta noticia para um amigo



4
MARÇO/ 2013
Informações sobre a AP1

O calendário de avaliações e os conteúdos de estudo para as turmas do 2º ao 9º Ano já estão disponíveis na seção Circulares de nosso site.

Tag: ,

Envie esta noticia para um amigo



6
FEVEREIRO/ 2013
Grades de horário do Ensino Fundamental II

Tag: , ,

Envie esta noticia para um amigo



31
JANEIRO/ 2013
Professores e coordenadores participaram da Jornada Pedagógica 2013

Terminou ontem a Jornada Pedagógica 2013, que, em oito dias de programação, contou com 16 palestras, exibição de filme, aula de campo e reuniões de planejamento interno. Entre os palestrantes, estiveram a fonoaudióloga Maria Bethânia Mendes, a psicóloga Lúcia Salvari, a neuropsicóloga Roberta Claro e os professores José Paulino, Lycas Ollyver, Rita Patrícia, Regina Santos e Ricardo Dreguer. Alguns dos temas debatidos foram “Saúde Vocal”, “Contextualização e Interdisciplinaridade: perspectivas para a Prova Brasil” e “Como trabalhar com crianças que têm dificuldade de aprendizagem”.

Tag:

Envie esta noticia para um amigo



21
DEZEMBRO/ 2012
Início das aulas em 2013: confira as datas

Envie esta noticia para um amigo



18
DEZEMBRO/ 2012
Acesse aqui os conteúdos de Recuperação Final

Todos os conteúdos podem ser acessados através do link: http://www.escolasaberviver.com.br/site/circulares

 

Envie esta noticia para um amigo



17
DEZEMBRO/ 2012
Inscrições abertas para a Colônia de Férias 2013

Já estão abertas as inscrições para a Colônia de Férias 2013 do Colégio Saber Viver. Entre os dias 2 e 22 de janeiro, das 8h às 12h, os participantes poderão participar de diversas atividades, como circuito de velocípede, oficina de fantoche, hora do conto, baile de fantasia e teatrinho de bonecos. Tudo pensado para que as crianças possam vivenciar as férias de forma divertida e proveitosa. Mais informações sobre as inscrições na secretaria do colégio ou através do telefone (81) 3241.0289.

Tag:

Envie esta noticia para um amigo



27
NOVEMBRO/ 2012
Saber Viver lança projeto para valorizar a cultura africana

Pegando carona no Dia da Consciência Negra, comemorado em 20 de novembro, o Colégio Saber Viver lançou o projeto Saber Viver a cultura africana: berço da nossa formação, que trata da importância e da valorização da cultura negra, criando espaços para manifestações artísticas que proporcionassem reflexão crítica da realidade e afirmações positiva dos valores culturais negros que pertencem à nossa sociedade.

O novo projeto atende à exigência contida no Art. 26-A da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional: nos estabelecimentos de ensino fundamental e de ensino médio, públicos e privados, torna-se obrigatório o estudo da história e cultura afro-brasileira e indígena. O objetivo do Saber Viver, porém, é mais amplo. O colégio busca, com esse projeto, favorecer a vivência com a cultura negra, desenvolvendo ações transformadoras e projetando o respeito à diversidade como prática fundamental do cidadão.

Com vistas às metas estabelecidas, foram distribuídos diferentes aspectos culturais entre as turmas participantes do projeto (6º ao 9º Ano). O 6º Ano ficou com dialetos e culinária; o 7º Ano, com musicalidade, ritmos, danças e lendas; o 8º Ano, com religiosidade, contos e pintura; e o 9º Ano, com histórias de luta, rituais e líderes negros. Os alunos realizaram trabalhos de acordo com os temas das suas turmas e apresentaram o resultado na manhã do último dia 20. O Dia da Consciência Negra também foi celebrado com apresentações de capoeira, vídeos e músicas.

Envie esta noticia para um amigo



12
NOVEMBRO/ 2012
Coral do Saber Viver realiza apresentação

Aconteceu na última sexta-feira, 09/11, a apresentação do Coral do Saber Viver no Plaza Casa Forte. Os integrantes do grupo cantaram em meio à decoração natalina do shopping e atraíram a atenção de quem estava no local.

Envie esta noticia para um amigo



24
OUTUBRO/ 2012
Saber Viver em matéria da Folha de Pernambuco

O Saber Viver, através da coordenadora Luciana Lima, marcou presença em caderno especial sobre educação veiculado ontem (23 de outubro) pelo jornal Folha de Pernambuco. Na matéria Avaliação não é mais a mesma, Luciana falou sobre o novo sistema de avaliação do colégio, direcionado a alunos do 6º ao 9º Ano. Segue abaixo a matéria na íntegra.

Tag:

Envie esta noticia para um amigo



19
OUTUBRO/ 2012
Curta nossa página no Facebook

Tag:

Envie esta noticia para um amigo



17
OUTUBRO/ 2012
Colégio recebe bienal de livros a partir de amanhã

Durante dois dias, a partir de amanhã (18 de outubro), o Saber Viver vai abrigar o projeto da Cia. do Aprender: Bienal Vai à Escola. Trata-se de uma feira de livros que estará montada no hall de entrada do colégio. No primeiro dia, os alunos terão acesso às publicações e poderão identificar suas obras favoritas. No segundo dia, todos os livros estarão disponíveis para compra. Os pais também estão convidados a participar do projeto.

 

Tag: ,

Envie esta noticia para um amigo



1
OUTUBRO/ 2012
27ª Mostra do Saber

 

Parabenizamos todos os alunos e professores pela dedicação em realizar uma Mostra do Saber inesquecível. Também gostaríamos de agradecer aos familiares e amigos, que mais uma vez prestigiaram nosso evento.

Tag:

Envie esta noticia para um amigo



24
AGOSTO/ 2012
Semana do Folclore

Envie esta noticia para um amigo



7
AGOSTO/ 2012
Colégio Saber Viver recebe o projeto Expondo Cultura

 

O projeto Expondo Cultura: Patrimônio Arqueológico de Pernambuco é patrocinado pela Petrobras e realizado pela Universidade Federal Rural de Pernambuco e Fundação Apolônio Salles de Desenvolvimento Educacional.

O Expondo Cultura é constituído por um conjunto de ações educacionais e culturais que apresenta à população os resultados das escavações do programa de salvamento arqueológico na área da refinaria Abreu e Lima, além de peças encontradas em outros sítios localizados em Pernambuco.

O projeto amplia o conhecimento dos pernambucanos sobre sua história, através da divulgação, apropriação e preservação do patrimônio arqueológico do estado, sensibilizando e criando novas perspectivas relacionadas ao universo histórico-cultural da região.

A exposição do material e as atividades pedagógicas são realizadas de forma itinerante em um ônibus-museu que disponibiliza painéis ilustrativos com texto e iconografia, fotografias, mapas, exibição de documentos e espetáculo teatral, destacando interface entre arqueologia, patrimônio e educação.

O acesso ao projeto Expondo Cultura é universal. Ele promove a inclusão social, a cidadania e novas aprendizagens.

Nossos alunos tiveram o privilegio de conhecer esse acervo arqueológico tão rico de cultura e história pernambucana.

 

Envie esta noticia para um amigo



13
MARÇO/ 2012
Revista LeYa na Escola

Envie esta noticia para um amigo



1
NOVEMBRO/ 2011
Unidade II do Colégio será ampliada

Após a aquisição da nova Unidade no ano passado, o Saber Viver vai passar por mais uma expansão. O imóvel situado entre a Unidade II e o supermercado Extra, na rua do Espinheiro, passará a integrar a infraestrutura do Colégio.

A estrutura física da Unidade II, onde está localizada a maior parte da Educação Infantil, será ampliada e melhorada. “O parque e a sala de informática vão ficar maiores e mais equipados. Além disso, as turmas do Infantil III serão deslocadas para lá, assim a Educação Infantil ficará completamente concentrada no mesmo prédio”, explica Carmem Ayres, diretora do Saber Viver.

As obras da ampliação já foram iniciadas e todas as modificações estarão prontas antes do próximo ano letivo. A partir de 2012, os alunos só passarão a estudar na Unidade I do Colégio, localizada na avenida João de Barros, quando ingressarem no Ensino Fundamental.

 

Tag:

Envie esta noticia para um amigo



27
OUTUBRO/ 2011
Saber Viver promove palestra voltada para pais de alunos

O colégio recebe hoje (27), às 19h, o professor Severino Erotides Marinho, mestre em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Ele ministrará a palestra “Quando dizer não?” no auditório da unidade I. O evento é voltado para os pais de estudantes do 2º ao 9º ano.

 

Tag: ,

Envie esta noticia para um amigo



26
OUTUBRO/ 2011
Alunos do 5º ao 7º ano fazem passeios nesta quinta-feira

O Saber Viver promove dois passeios amanhã (quinta-feira, 27), um pedagógico e um de lazer. Os estudantes do 5º ano, concluintes do Ensino Fundamental I, irão a Porto de Galinhas, no litoral sul de Pernambuco, para um dia de confraternização. As turmas do 6º e 7º anos, por outro lado, irão para o Espaço Ciência, em Olinda.

Maior museu a céu aberto do país e um dos melhores do mundo, o Espaço Ciência agrega vários cenários e experimentos: hidrelétrica, planetário, caverna, vulcão, terremoto, giroscópio, foguete, entre outros. O local conta com 40 monitores que recebem mais de 100 mil visitantes por ano. Várias atividades educativas e sociais são desenvolvidas no Espaço.

 

Tag: ,

Envie esta noticia para um amigo



21
OUTUBRO/ 2011
Anjos da Enfermagem visitam o Saber Viver

O Saber Viver recebe hoje (21) a visita dos voluntários do Instituto Anjos da Enfermagem. Eles vêm ao colégio para agradecer aos alunos da Educação Infantil, que doaram brinquedos para o projeto ao longo do mês de setembro. Todos os itens arrecadados foram distribuídos entre as crianças com câncer atendidas no hospital Oswaldo Cruz durante as comemorações do Dia das Crianças (12 de outubro).

Este é o terceiro projeto social no qual o Saber Viver se envolve em 2011. O primeiro foi a Campanha do Aleitamento, que contou com grande participação dos alunos na arrecadação de potes para coleta e armazenagem de leite materno. Em agosto, os estudantes engajaram-se no Projeto Clarear, que visava à arrecadação de dinheiro para a compra de uma prótese de perna para Ana Clara, uma criança de oito que passou por um tratamento de câncer e precisou ter a perna amputada.

Os Anjos da Enfermagem – O Centro de Apoio à Criança com Câncer – Instituto Anjos da Enfermagem nasceu em 2004 com o objetivo de prestar apoio às crianças que recebem tratamento contra o câncer, além humanizar o atendimento prestado a elas. O Instituto não tem fins lucrativos e é constituído por enfermeiros, que oferecem trabalho voluntário. Os Anjos estão presentes em 16 estados do País.

 

Tag: ,

Envie esta noticia para um amigo



7
OUTUBRO/ 2011
Saber Viver promove a Semana das Crianças

Na próxima quarta-feira, 12 de outubro, comemora-se o Dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil. Feriado nacional, o 12 de outubro também corresponde ao Dia das Crianças e, por isso, será comemorado de uma forma especial no Saber Viver, ao longo de toda a semana (10 a 14 de outubro).

Cada segmento do colégio terá uma programação diferente. Na Educação Infantil, a Semana das Crianças contará com entrega de presentes, distribuição de algodão doce e pipoca e prática de brincadeiras, inclusive com pula-pula e cama elástica.

Para as turmas do Fundamental I, a Semana das Crianças coincidirá os Jogos Integrativos 2011, realizado no mesmo período. Os alunos do segmento não terão aula durante a semana e deverão ir ao colégio vestindo a camisa dos Jogos. Eles também receberão pipoca e algodão doce e participarão, ainda, de uma discoteca promovida pelo Saber Viver.

Os alunos do Ensino Fundamental II vão comemorar o Dia das Crianças através da realização do Projeto Descobrindo Novos Talentos. Eles farão apresentações de música e dança no auditório do colégio, ao longo de toda a semana. Os professores também vão participar do projeto, realizando seus próprios shows.

Tag: ,

Envie esta noticia para um amigo



30
SETEMBRO/ 2011
Responsabilidade social é o tema da 26ª Mostra do Saber

 

Alunos do 1º ao 9º ano preparam stands para o segundo dia da Mostra

A 26ª Mostra do Saber vai trabalhar o tema “Ter Responsabilidade Social é Saber Viver”, que orienta as atividades pedagógicas desenvolvidas este ano no colégio. A Mostra está dividida em dois dias: os alunos do Ninho ao Infantil II apresentam seus trabalhos hoje, 30 de setembro, na unidade II da instituição; as turmas do Infantil III ao 9º ano terão os trabalhos expostos amanhã, 1º de outubro, na unidade I.

Cada série possui um assunto geral, que norteou os projetos dos alunos e está relacionado ao tema da Mostra. Confira abaixo os assuntos trabalhados:

Ninho: Frutas;
Maternal: Brincando com os alimentos;
Infantil I: Moradia – a mudança começa dentro de nossas casas;
Infantil II e III: Reciclar é ter responsabilidade social;
1º ano: Movimentos culturais e responsabilidade social;
2º ano: Exercitar e não ter vergonha de ser feliz;
3º ano: Saber reciclar para o Recife mudar;
4º ano: Saber Viver é morar com dignidade;
5º ano: Ser cidadão é ter responsabilidade social;
6º ano: Gentileza, valores e cidadania com responsabilidade social;
7º ano: Progresso com responsabilidade social;
8º ano: Preconceito;
9º ano: Nem luxo, nem lixo – o consumo consciente como prática cidadã.

Tag:

Envie esta noticia para um amigo



14
SETEMBRO/ 2011
Saber Viver lança jornal interno

O Colégio Saber Viver iniciou o 2º semestre com uma novidade: a primeira edição do Jornal do Saber. Criado com o objetivo de melhorar a comunicação entre a instituição e as famílias dos alunos, a publicação veiculou notícias sobre os principais eventos que ocorreram no colégio durante o mês de agosto, além de um pequeno calendário com a programação de setembro.

O Jornal do Saber manterá todos aqueles que integram a comunidade do colégio inteirados a respeito dos fatos que marcam o cotidiano e a história da instituição. A primeira edição foi distribuída entre os alunos no início do mês de setembro.

 

Tag:

Envie esta noticia para um amigo



2
SETEMBRO/ 2011
Saber Viver na OBM

O Colégio Saber Viver está torcendo por todos os alunos participantes da Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM), que teve início em junho deste ano. A segunda fase da competição será realizada no dia 3 de setembro, às 14h, no Saber Viver.

 

Tag:

Envie esta noticia para um amigo



30
AGOSTO/ 2011
Alunos do Saber Viver são engajados em projeto social

Após o sucesso da Campanha do Aleitamento – que contou com grande participação dos alunos na arrecadação de potes para coleta e armazenagem de leite materno –, o Colégio Saber Viver inicia o mês de agosto engajando seus alunos em mais uma campanha social: o Projeto Clarear.

Ana Clara tem 8 anos de idade e é irmã de uma aluna do Saber Viver. Ela teve câncer em uma perna e precisou amputá-la. O Projeto Clarear surgiu com o objetivo de arrecadar o dinheiro necessário para a compra de uma prótese e, assim, dar a Ana Clara a oportunidade de andar novamente.

O Colégio Saber Viver engajou-se no projeto e entregou um bloco com 10 tickets para cada aluno. Cada ticket deverá ser vendido por R$ 2,00 e o dinheiro arrecadado será revertido para a campanha. A turma que arrecadar mais verba para o projeto receberá como prêmio um dia de lazer na cada de festas Adolêta, que também está engajada no projeto.

 

Tag: , ,

Envie esta noticia para um amigo



23
AGOSTO/ 2011
Dia dos Pais é comemorado no Saber Viver

A festa de Dia dos Pais do Colégio Saber Viver, realizada no último sábado (13), das 8h às 11h30, contou com grande adesão e foi um sucesso. Os pais presentes no evento puderam escolher entre diversas atividades que estavam organizadas em polos espalhados pelo colégio.

No polo tecnológico, pais e filhos puderam jogar vídeo game juntos; no de artes, a atividade realizada foi uma colagem de mosaico; no polo judô, os participantes praticaram o esporte; enquanto isso, no polo areia, pais e filhos puderam brincar no parque e construir castelos de areia juntos.

Estavam disponíveis, ainda, a brinquedoteca – voltada para as crianças da Educação Infantil – e uma sala de jogos, com dominó, pingue-pongue e totó. O polo mais requisitado, porém, foi o esportivo, onde se organizou um torneio de futebol. Ao final da competição, em clima descontraído, foram selecionados os participantes “bola cheia” e “bola murcha”.

Durante todo o evento, uma mesa com frutas e sucos esteve disponível para alunos e pais. O lanche foi selecionado de acordo com o princípio do colégio de sempre oferecer refeições saudáveis e ajudou a manter os participantes hidratados durante uma manhã de intensas atividades.

 

Tag: ,

Envie esta noticia para um amigo



17
AGOSTO/ 2011
Colônia de Férias do Saber Viver foi um sucesso

Diversão e aprendizagem marcaram as atividades desenvolvidas durante a Colônia de Férias do Colégio Saber Viver, que ocorreu entre os dias 4 e 22 de julho. De segundas a sextas-feiras, vários alunos passaram suas manhãs no colégio, participando de oficinas, aulas, brincadeiras e jogos.

Foram realizados torneios esportivos e aulas de artesanato, reciclagem e pintura. Os alunos também puderam se divertir na cama-elástica e brincar de “esconde-esconde” e “seu rei mandou dizer”. Houve, ainda, sessões de leitura e aulas de culinária na cozinha experimental do colégio.

Tag: ,

Envie esta noticia para um amigo



20
MAIO/ 2011
Eleição de Representantes de Turma 2011

 

Cada turma elegerá seus representantes

Cada turma elegerá seus representantes

O processo de formação da cidadania é também uma premissa da escola. Os alunos vivenciaram a escolha de seus representantes de sala com muito entusiasmo e participação. Formaram as chapas, apresentaram as propostas e votaram eletronicamente.
Tudo isso com muita alegria!

 

Tag: ,

Envie esta noticia para um amigo



18
MAIO/ 2011
Campanha “Amamentar para a vida”

Marca da nova campanha do Colégio

Solidariedade e responsabilidade social são os principais valores inseridos nesta ação. Alunos e alunas estão sensibilizados com os bebês que necessitam ser amamentados.

A campanha para arrecadar vidros de maionese e café solúvel é muito importante para coleta do leite materno.

Vamos participar!

Tag:

Envie esta noticia para um amigo




Mapa do Site
Contato
Nas redes sociais
Unidade I
Av. João de Barros, 1563
Espinheiro - Recife - PE
CEP: 50.050-180
Telefone: (81) 3241.0289
CNPJ: 11422147/0001-96

Unidade II
Rua do Espinheiro, 836
Espinheiro - Recife - PE
CEP: 52.020-020
Telefone: (81) 3039.6589
CNPJ: 10579787/0001-41

contato@colegiosaberviver.com.br